Protesto em Sintra

 DSC0907 2 min 6baf3  TRABALHADORES EXIGEM 35 HORAS SEM BANCO DE HORAS NEM ADAPTABILIDADE

Decorreu hoje, dia 4 de Junho, em frente aos Paços do Concelho em Sintra, um plenário geral de trabalhadores da Câmara Municipal e dos Serviços Municipalizados.

 

Com a presença de mais de 300 trabalhadores, que desta forma mostraram o seu descontentamento em relação à recente publicação de um ACEP assinado entre a autarquia e uma estrutura sindical pouco representativa dos trabalhadores do município, onde se inclui a adaptabilidade de horários e banco de horas.

Ficou demonstrado que o referido acordo não vai de encontro às expectativas dos trabalhadores que exigiram a assinatura de um ACEP com o STAL, sindicato que os representa, livre de mecanismos que os possam prejudicar.

150604 PlenarioSintra 2 thumb 146fd  Após o plenário uma delegação do STAL foi recebida pelo Presidente da Câmara, Basílio Horta, onde mais uma vez expuseram os motivos do protesto e entregaram oficialmente duas propostas de acordos, uma para a Câmara Municipal e outra para os SMAS.

O Presidente da Câmara assumiu o compromisso com o STAL de iniciar a negociação dos dois ACEP .

Os trabalhadores deram mais um passo para que também em Sintra sejam assinados acordos colectivos que garantam um horário de trabalho digno e sem «aditivos» que condicionem o seu direito à vida pessoal, familiar e ao lazer.

A luta vai continuar!

STAL-Informa

Subscreva aqui a Newsletter e receba regularmente informação do STAL.

Partilhe connosco as suas preocupações