Greve dos trabalhadores da ECALMA/WEMOB no dia 5 de Fevereiro

IMG 0111 ecalma f6296 POR AUMENTOS SALARIAIS E CUMPRIMENTO DA NEGOCIAÇÃO COLECTIVA

Os trabalhadores da ECALMA/WEMOB decidiram, em plenário geral convocado pelo STAL, uma greve de 24 horas para o próximo dia 5 de Fevereiro, exigem o aumento dos salários, o cumprimento da negociação colectiva, a regulamentação de carreiras e a melhoria das condições de trabalho.

Os trabalhadores denunciam o bloqueio por parte do Conselho de Administração (CA) da empresa e do Executivo da Câmara Municipal de Almada que teimam em não cumprir a negociação colectiva, e rejeitam a imposição unilateral de actualizações salariais de 2%, valor que está muito longe do necessário para repor a perda de 12% do poder de compra na última década.

O sindicato e os trabalhadores reivindicam uma actualização dos salários em 4%, com um mínimo de 60€ para cada trabalhador, a partir de Janeiro de 2020, reivindicam ainda o início de um processo negocial para chegar aos 133€, valor de referência à recuperação do poder de compra perdido.

Regulamentação de Carreiras
No Acordo de Empresa assinado entre o STAL e o CA ficaram definidas as carreiras mas estas ainda não estão regulamentadas, ou seja, as formas e os valores de progressão não estão ainda definidos. Significa então que os trabalhadores nunca progridem na carreira, em primeiro lugar por bloqueios na contratação colectiva definidos pelos governos e agora por bloqueio desta Administração, que insiste em mentir.
O CA afirma não ter condições técnicas para apresentar uma proposta para negociação e o Executivo camarário afirma estar em andamento a construção de uma proposta. Certo é que a promessa era de apresentação de uma proposta em Junho de 2019 e até hoje nada foi apresentado ao STAL.

Melhoria das condições de trabalho
O sindicato exige a construção de um balneário nas instalações da ECALMA, pois o espaço que existe não permite que os trabalhadores que usam farda possam tomar banho no seu local de trabalho, e homens e mulheres estão confinados ao mesmo espaço. O CA assumiu a construção de um novo balneário para Novembro de 2019, e, até ao momento, a promessa continua por ser concretizada.

Os trabalhadores denunciam a presença de roedores nas imediações do refeitório/copa da ainda sede fiscal da ECALMA/WEMOB, uma das muitas situações que a empresa continua a desvalorizar, proferindo afirmações de normalidade em relação à questão.

O sindicato exige ainda fardamento adequado à estação do ano para todos os trabalhadores, há trabalhadores a usarem a sua própria roupa para não terem frio.

STAL-Informa

Subscreva aqui a Newsletter e receba regularmente informação do STAL.

Partilhe connosco as suas preocupações